Cronograma de obras

Cronograma de obras: qual a importância e como criar o seu

Iniciar uma nova obra não é tarefa fácil, disso todos nós estamos cientes, não é mesmo? É necessário realizar um cronograma de obras minucioso para que nenhum erro inesperado ocorra no meio do caminho. Ou, pelo menos, que seja possível agir rapidamente para contorná-lo.

Neste artigo daremos algumas dicas para você criar um planejamento efetivo, que garantirá o sucesso do processo! Ao final, o cliente ficará satisfeito com o projeto entregue e seu trabalho será reconhecido, junto ao mercado e a equipe da sua empresa.

Quer saber como alcançar este resultado promissor? Então, leia nosso artigo até o final. Se restar dúvidas, deixe nos comentários.

O que é um cronograma de obras?

Um cronograma de obras deve ser pensado e realizado como um norte em qualquer obra que será realizada. É por meio dele que todas as atividades serão geridas, com prazos e metas que devem ser estabelecidas e cumpridas.

Essa importante ferramenta de trabalho deve ser desenvolvida por um profissional da área ou até mesmo o time multidisciplinar, como arquitetos e engenheiros. Assim, as especificidades técnicas e legais de cada projeto serão respeitadas, dando segurança e confiabilidade aos envolvidos.

Neste sentido, é preciso considerar diversos aspectos que influenciam o pré e pós obra, tais como: o local, prazos, desejos e expectativas do cliente, detalhes do orçamento, procedimentos burocráticos e entrega final.

Quais são as melhores orientações para um especialista?

Sua empresa lida com várias obras ao mesmo tempo ou projetos grandes, certo? Para conseguir gerir todos estes processos, é necessário um cronograma de obras que contemple as demandas do seu negócio. 

Sendo assim, confira as melhores dicas para elaborar e seguir o seu planejamento até o final:

1- Faça uma lista de tudo o que for necessário

Essa etapa é extremamente importante, pois ela define qual será a proporção do projeto e quais itens devem ser levados em consideração antes dele ser iniciado. Por isso, nessa lista, considere os seguintes pontos:

Dentro de cada tópico, especificidades individuais podem ser colocadas para deixar o cronograma ainda mais completo.

2- Estabeleça datas

Toda obra precisa ter um tempo para iniciar e terminar, correto? Por isso é importante estabelecer datas, fazendo com que o cronograma estabelecido dê a melhor previsibilidade possível. Ou seja, até mesmo as chances de erros e riscos devem ser consideradas no prazo.

Além de calcular a obra no geral, é preciso estimar quanto tempo levará para comprar os materiais, contratar a equipe necessária, receber a resposta de órgãos competentes, além da finalização de cada parte do projeto, caso ele seja de grande proporção.

3- Calcule os riscos

Por mais que o projeto tenha sido planejado contando com os mínimos detalhes, transtornos podem ocorrer durante a sua execução. Alguns exemplos para imaginar são: insumos podem faltar, profissionais precisão atrasar por problemas pessoais, o cliente pode demandar modificações, mudanças climáticas inesperadas, entre outros contratempos.

Com isso um cronograma que leva em consideração todos esses riscos torna-se ainda mais eficiente. Afinal, desta forma, o engenheiro responsável pelo projeto estará preparado quando algo dessa natureza ocorrer.

4- Execute o planejado

Não adianta esboçar todo um planejamento para depois sair dele sem nenhum motivo palpável. Por isso, priorize realizar todo o cronograma pré-estabelecido. Ele foi criado justamente para que as ações não fiquem perdidas durante a obra. Aqui a palavra chave é: foco!

Isso significa que caso haja mudanças é preciso negá-los? Não mesmo! É preciso lembrar-se que situações adversas acontecem, principalmente na construção civil, por isso o ideal é levá-las em consideração desde o início do processo e imaginar as possíveis ocorrências naquele processo.

Assim, os colaboradores e as partes envolvidas terão uma noção realista a respeito do desenvolvimento de uma obra. Por isso, considerar os riscos é uma medida de prevenção que evita estresses, principalmente entre construtora e cliente.

5- Durante a obra, meça os resultados

Separe períodos no seu cronograma para que resultados do que já foi produzido seja mensurado. Assim você saberá como anda o planejado elaborado – se ele está sendo cumprido dentro do prazo ou se algo precisa ser reajustado.

Além disso, utilize estas métricas a favor do seu empreendimento. Ou seja, apresente os resultados ao cliente para estreitar a relação, fazendo com que ele tenha uma boa experiência junto ao seu negócio. E os dados podem ser usados também para insights em trabalhos futuros.

6- Use a tecnologia ao seu favor

Há muitos anos, todos os processos mencionados neste artigo seriam realizados manualmente. Já no cenário atual, o mais comum ainda é o uso de planilhas. Contudo, para otimizar os procedimentos e garantir maior segurança dos dados, existem softwares de gestão de obras e até modelos completos de cronogramas na internet.

Sendo assim, para ganhar tempo e evitar atividades pelas quais os erros podem passar despercebidos, invista na busca por tecnologias que podem tornar o trabalho da sua empresa ainda mais funcional.

Quais as vantagens de fazer um cronograma de obras?

Existem três aspectos principais que tornam o cronograma de obras um aliado, sendo eles: controle de prazos, identificação de possíveis problemas e riscos, e a redução de custos. Ou seja, benefícios para empresa e contratante.

Com o controle dos prazos, sua equipe consegue manter um ritmo de trabalho realista, sem chegar a exaustão e com a produtividade adequada. Isso influencia até mesmo nas chances de terminar o projeto sem acidentes de trabalho.

Já prever os riscos é estar à frente dos problemas, para não ser pego de surpresa. Deste modo, é possível antecipar soluções e saber como agir diante dos obstáculos. Afinal, não é possível ter o controle de aspectos externos, mas é importante saber lidar com essas situações desafiadoras.

Por fim, a redução de custos que é um objetivo presente em qualquer obra, faz com que você consiga economizar sem abrir mão da qualidade. Isso porque o cronograma possibilita preparar o orçamento e agir em cima dos valores disponíveis, além de fazer cálculos que otimizem os custos.

Viu como montar um cronograma de obras bem estruturado fará total diferença na realização da sua obra? Quer saber ainda mais sobre outros passos fundamentais em qualquer projeto? Baixe o nosso e-book “Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre Revestimentos”.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.